31 dezembro 2014

#dia25# Pedaços de Chocolate Branco


Um pedacinho do céu para finalizar o nosso calendário de Natal gourmet. Amén. Tão descontraído de tão desconstruído, chocolate é como um black dress, não pode faltar na despensa. O branco não faz as preferências cá de casa, normalmente só é usado para cheesecakes ou mousses, por isso, renegado e abandonado no fim da prateleira, implorou que lhe dessem vida. Acho que andei a ver too much Toy Story...

29 dezembro 2014

#dia24# Milhos ´Fritos´ com Alecrim


Consegui! Consegui! Consegui! Consegui recuperar duas miseres fotografias no derradeiro leito da minha Nikon. O Natal deveria ser sinal de nascimento e não o contrário, o facto é que 4 dias após a sua morte, consegui ressuscitá-la de um coma induzido em condições por investigar. Confesso que não sou dada a tecnologia, mas daí a avariar a máquina em pleno dia de Natal... não conseguir fotografar nadinha dos morfes que passaram nesta mesa... nem a satisfação dos presentes na sua degustação... é um castigo muito grande, ou um azar do caraças! Como ando em maré, a ver se chuto 2014 rapidamente para canto. Venha daí o 15.

23 dezembro 2014

#dia23# Casinha de Gengibre


O post mais doce de toda a jovem história (ou estória) da Messy! Não porque tenha açúcar em excesso, mas porque hoje faço uma homenagem, com vénia e tudo, ao meu doce preferido. Aquele que posso comer sem enjoar, só me engorda de alegria, é o meu herói, a minha estrelinha que nunca deixa de brilhar, é tímido mas transborda coragem, não usa asas mas é um anjo, é quente o suficiente para me derreter o coração, o seu abraço é melhor que um dia quente de Agosto, o seu sorriso tira-me todas as rugas do coração. Para ti meu amor...

22 dezembro 2014

#dia21# E mais uma voltinha no carrocel...


Um dia de diversão, com um sol esplendoroso a invadir as janelas logo pela manhã. Os caracóis acordaram tímidos, dentro de uma caixa de fruta, aconchegados em craft para não amolecerem em tamanha preguiça. O guloso da casa ainda dormia os últimos 5 minutos de relógio, mas a chef, essa acorda cedo para um pequeno almoço de rainha e não se intimida com as 7h da manhã que o solstício marca. Começou finalmente (força de expressão) o Inverno. No Algarve já nevou. Chegou o Pai Natal no seu trenó, estacionou as renas na entrada da reitoria, onde um dia fui muito feliz. Vieram os duendes e os carrosséis. E aquela vontade de gastar todos os créditos de infância nuns loopings com cornos de alce. It´s Xmas Time, The Most Wonderful Time of the Year. Yes it is. E vai mais uma voltinha no carrocel...

20 dezembro 2014

#dia20# Um vidro, uma receita e um presente


E chegou o dia de fazer embrulhos. Para alguns este fim de semana é o red line para as últimas (ou as primeiras) compras de Natal. E que canseira é, nesta altura do ano, fazer a meia maratona dentro dos corredores da Zara ou chegar primeiro que o vizinho do carrinho atrás, à prateleira mais cobiçada do Continente. Confesso que já tive mais idade para tolerar de bom grado compras tardias de Natal. Hoje é sábado, mas o calendário indica-me uma black friday natalícia em que só os mais ágeis chegarão coroados ao pódio. É que isto de andar sempre metido em corridas, requer treino. Os se veste o equipamento certo, ou os ténis baratos e gastos acusam rutura de stock. Para os sedentários, lamento informar: game over!

19 dezembro 2014

#dia19# Pavlova de Natal


Receitas que nos fazem felizes. Foi este o mote e eu não poderia estar mais de acordo. Fui atingida pelo cupido do amor. Cozinhar com alma é tão simples quanto isto. Fazer alguém feliz. E o Jamie sabe fazê-lo como ninguém. O novo livro dele está de babar, devorei-o em 10 dias de sinusite e a primeira receita que me piscou o olho foi uma pavlova de sonho. Era assim que ele a descrevia, entre camadas de um suspiro crocante, um interior de algodão doce, um creme de marsmallow e frutos vermelhos. Isto é mais que sonhar, é apanhar o primeiro foguetão para o espaço, fazer um picnic na galáxia mais fácil de estacionar e estender a bela da toalha vichy sobre o cosmo iluminado por estrelas mil... mil e muitas.

18 dezembro 2014

#dia18# Sericaia


Bem... o que dizer sobre isto? Que é boa que se farta, que pode ser natalícia ou não, que devia ser Património da Nação, que sendo Alentejana não tem que enganar, que é delicada, doce q.b, afrodisíaca em cada milímetro quadrado, às vezes usa racha, quando engata uma ameixa D' Elvas fica sem fôlego e nós com os níveis de oxigénio comprometidos. Se sofre do coração ou por algum motivo mais disparatado e ainda não descodificado, está a usar um holter neste momento (euzinha), coma sericaia com moderação, ou terá de dar muitas explicações ao seu cardiologista.

17 dezembro 2014

#dia17# Coroa de Tapas


Hoje foi dia de deixar a doença em casa e passear o corpinho esbranquiçado e com tonalidade próxima da cal, nas ruas da cidade. Como é bom fazer fotossíntese, que saudades de uns bons raios de sol a aquecer a alma, ver pessoas, almoçar fora, cheirar Dezembro, ver luzinhas de Natal, ir às compras e embrulhar presentes. Estou convencida que apanhei a dose de vitaminas todas num só dia. Amanhã será amanhã... afinal o que importa é o dia de hoje.

16 dezembro 2014

#dia16# Cupcakes Red Velvet



Isto é um caso sério de paixão. Uma red explosion em noite de passagem de ano. Que venham os fogos de artifício, a excitação, o champanhe e as passas (e a listinha de desejos bem pregada ao forro do casaco). Vermelho em todo o seu esplendor e um crepitar único no sabor. Opá... a minha veia poética tem muito que se lhe diga. Há quem diga que tenho realmente jeito para isto, da forma como brinco com as palavras. Mesmo assim, aceito o elogio mas prefiro vestir o avental e enfiar-me na cozinha durante uma manhã e ouvir o meu marido: já posso ir fazer o almoço?! Já com tom irritado, esfomeado e rabugento... mas quando percebeu o motivo... keep calm babe, i have red velvet today!

15 dezembro 2014

#dia15# Rei de Chocolate


Para os que amam o Natal mas odeiam Bolo Rei. Para os que amam chocolate e odeiam a doçaria natalícia. Para os que amam doces e odeiam frutas cristalizadas. Para os que amam tudo o que tenha açúcar mas continuam a olhar para o Bolo Rei com ar franzido. Para os criativos que convertem a tradição em algo divertido, para os mal dispostos que continuam a desprezar o nosso Bolo Rei só porque correm o risco que alguém os mande à fava.

14 dezembro 2014

#dia14# Panquecas de Aveia e Banana Caramelizada


Quem nos veio fazer uma visita especial? Quem foi, quem foi? O Rudolfo!!! Himself! A rena mais querida do Polo Norte. A melhor amiga do Pai Natal, veio deixar uns presentes antecipados aos meninos, para no dia 24 não vir em lotação esgotada no trenó. É que pagar taxa por excesso de bagagem, com o IVA em Portugal, é de loucos. Já basta o dinheiro desperdiçado por uma sinusite idiota, que deve ir diretamente do meu bolso para o bolso de alguém, com ar de rena!

13 dezembro 2014

#dia13# Bolo de Chocolate do Martim


Hoje foi o Martim que escolheu o mote para a receita do dia. O bolo de chocolate que lhe enche as medidas. Pois claro, muito óbvio pensarão vocês. O que o torna único e o melhor bolo de chocolate do planeta, é que foi feito por ele próprio. A Mãe Natal estava a precisar urgentemente de duendes simpáticos que invadissem a sua cozinha sombria e tristonha. Em vez do cheirinho habitual a bolo quente, havia um cheiro frio a pingos de chuva. Em vez de estar enfarinhada como habitualmente pelo ingrediente rei, estava cinzenta e sem graça, em vez de alegre e barulhenta, o silêncio era assustador. Chávenas, pratos e talheres não se mexiam há dias. Batedeiras cabisbaixas. Ingredientes fechados hermeticamente a suplicar atenção. A Missão "cumprir o calendário" nunca fez tanto sentido nesta casa. Tinha de voltar a dar vida à Messy Kitchen de outrora, pensou o duende Martim...

12 dezembro 2014

#dia12# Brigadeiros de Limão e Chocolate Branco


Já estamos praticamente a meio do nosso calendário comestível... o que tinha planeado para hoje era algo diferente, não eram brigadeiros de limão com chocolate branco, era algo completamente diferente e que tantas vezes me pedem para fazer e dar a receita. Porém, mais uma ida ao médico e um luto repentino, fez-me parar, obedecer ao sinal STOP que a vida me impôs e esperar... esperar pela minha vez, dar prioridade à minha saúde e à família. E voltar a esperar no próximo STOP que este dia acabe e que o de amanhã seja mais feliz. Certamente será...

11 dezembro 2014

#dia11# Strudel de Bacalhau e Alheira


Hoje trago-vos uma receita do super top chef José Avillez. Um respeitado e talentoso jovem chef que nos enche de orgulho por ter conquistado recentemente a 2ª estrela Michelin. As suas receitas são magníficas. Esta em concreto, fez parte da nossa consoada do ano passado. O típico bacalhau cozido com couves à portuguesa deu lugar a um elegante strudel com alheira e couve lombarda. É uma maneira divertida de usarmos o nosso bacalhau e dar-lhe um new look.

10 dezembro 2014

#dia10# Arroz Doce


A tradição ainda é o que era! Bem, nem sempre, mas no Natal gostamos de manter alguns rituais e fazer receitas herdadas pelas matriarcas da família. No meu caso, estou assim para o descalça neste assunto, visto que a minha avó não pesca nada de arroz doce e nem sabe fazer. Atípico portanto. Acho que a ensinei a fazer arroz doce há 3 anos atrás e ela tentou reproduzir 1 vez. O forte dela é mesmo a torta de cenoura e uma tarte de amêndoa. Com esta limitação, interrogo-me muitas vezes de onde vieram os meus genes...

09 dezembro 2014

#dia9# Bolo de Pistácio e Amêndoa


"Pinheirinho Pinheirinho de Ramos Verdinhos"... estou a ouvir esta música em looping há várias horas. Já decorei a música e também já não me consigo lembrar dela. A minha capacidade de separar o trigo do joio é relativamente fácil, assim só num primeiro vislumbre. Foi exatamente o que aconteceu com este bolo. Vi-o ontem, assim de raspão, mas confesso que não liguei à receita. Hoje cedo, ainda no pequeno almoço, fui direitinha ao bolo verde que me ficou a piscar na memória. Este...

08 dezembro 2014

#dia8# Choux au Caramel


Um feriado e uns raios de sol a fazer lembrar a Primavera. As temperaturas estão amenas, o dia está lindo, pena ter as crias doentes e o meu sistema imunitário ter emigrado para um país tropical. Não vejo o fim aos lenços de papel, aos espirros, ao chá de gengibre com limão, aos casacos de polar, ao cansaço típico de uma viatura com 300 mil km e com o depósito na reserva. Será que são pré sintomas da chegada aos 33? É que não ficava doente à 6 anos e nas últimas 3 semanas não faço mais nada que é contribuir para a indústria farmacêutica. Só por causa disso, hoje vingo-me nuns choux's au caramel... mais queque não há!

07 dezembro 2014

#dia7# Chocolate Quente


Lareiras a postos? Mantas desenroladas? Árvores de Natal acesas? Então está na hora de irem até à cozinha preparar um belo chocolate quente e não fazerem mais nada o resto da noite (até porque a programação de Domingo... valha-me Nossa Senhora de Fátima)! Por falar em Fátima...

06 dezembro 2014

#dia6# Raspberry Drops


Ora ora ora... por onde deva começar? Primeiro: nome pomposo em inglês jamais se traduz, porque gotas de framboesa parece algum óleo essencial milagroso para pernas cansadas. Segundo: assim de repente ninguém consegue perceber os ingredientes de que estas coisinhas lindas são feitas (quase uma mistery box ao bom estilo MasterChef Austrália). Terceiro: parecem aqueles biscoitos da avó, cuja receita está amarelada pelo passar dos anos e pelos pingos de gordura que lhe vão dando aquele ar vintage. Quarto: consigo enumerar umas 100 razões pelas quais devem fazer estas drops, mas iam ficar cansados. Vou-vos poupar a tanto sofrimento...

05 dezembro 2014

#dia5# Tarte de Chocolate Branco



Esta é daquelas receitas que vou guardar na memória até a longevidade me permitir e certas doenças degenerativas também (graçola). Entrei há anos num restaurante com uma tarte parecida. Um restaurante com boa cotação, boa comida, onde toda a gente baba por tarte de chocolate branco. Pois bem, pedi uma para tirar as teimas. E teimosa que sou, fui para casa e fiz-lhe um upgrade. Os que conhecem a original e que à posteriori comeram esta... cof cof... dizem em coro unânime: a tua é mil vezes melhor. E quanto será mil vezes? É muita boa, pronto!! De ir ao céu numa noite estrelada.

04 dezembro 2014

#dia4# Mini Donuts


E quando o Natal chega mais cedo e o pai natal não tem barbas branquinhas, barriguinha sim, mas não usa fato vermelho nem desce lareiras? É o meu marido a presentear-me com uma máquina de donuts ao preço da uva mijona! A sério, há coisas que valem tanto a pena. Sou fanática por donuts. Ponto assente! Nas festas que faço, tento introduzi-los sempre que posso, porém há sempre o mesmo problema nos de venda livre: o tamanho! São enormes e ficam horrendos numa dessert table, a não ser que os embrulhe em envelopes que custam uma pipa de massa (ou papel vegetal) ou os monte em torre. É a melhor forma de apresentar donuts large size numa festa. Afinal o tamanho conta...

03 dezembro 2014

#dia3# Bolachas de Natal


Hoje a estrela da companhia são estas bolachinhas deliciosas que acabam sempre em 24h. Não há Messy Kitchen que lhes resista. Há alturas em que dou por mim agarrada ao rolo da massa de 48 em 48 horas. Uma tremenda compilação de músculos a trabalhar no duro e amor de mãe que nunca se esgota, nem mesmo quando a vontade de pegar no rolo da massa é nula. Xô preguiça...

02 dezembro 2014

#dia2# Bolinhas de Chévre e Pistácio



Hoje venho visitar-vos mais cedo e não vos trago um doce. Até soa estranho, mas há dias assim, em que efetivamente começamos pela entrada, fazemos jus à tradição e ficamos a babar logo na casa partida. Queijo... quem não gosta? Alguns seres esquisitos mas isso para o caso não interessa nada. Queijo é bom que se farta, até para mim que não o como (mas já comi e sei do que falo). Estas bolinhas são assim um amor...

01 dezembro 2014

#dia1# Salame de Chocolate sem ovos


Ahhhhhh... pensavam que me tinha esquecido de vocês? Pois bem, enganaram-se! Cá estamos nós conforme combinado a dar a primeira receita deste calendário que promete ser O CALENDÁRIO mais gourmet de Portugal e arredores. Desculpem efetivamente as horas tardias a que me apresento, mas ando a carborar ao ritmo de uma rino faringite, que é como quem diz, a passo de caracol num dia de Sol. Ando nisto há 10 dias, espero que os próximos 25 sejam de saúde em riste, já precisava de uma folga aos lenços de papel...